Breaking News

Defesa de Rafael Fernandes diz que ele tem doença mental e pode ser considerado inimputável


Manaus/AM - Rafael Fernandes Rodrigues, 31, que é principal suspeito de assassinar a miss Manicoré Kimberly Karen Mota, 22, deve ser submetido a um exame de sanidade mental. A defesa tenta comprovar que ele tem problemas mentais, buscando uma regressão de regime prisional. 

Porém, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) afirmou que um laudo psiquiátrico comprovou que o analista judiciário não possuía problemas mentais quando assumiu o cargo no órgão em outubro de 2017. 

Conforme o TRT, o concurso público realizado pelo órgão, no qual Rafael obteve aprovação, não exige, especificamente, exame de sanidade mental. Para assumir o cargo, Rafael teve de apresentar laudo emitido por médico psiquiatra atestando aptidão do candidato para o exercício do cargo.

A promotoria pode solicitar, por meio da justiça, que o documento seja confrontado no tribunal com o exame feito pela defesa de Rafael.

O novo exame deve ser realizado na enfermaria do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde Rafael está preso desde o dia 17 de maio deste ano.

Nenhum comentário