Breaking News

Sara Winter deixa prisão nesta quarta-feira (24), afirma defesa


A ativista foi presa após questionar ministros do STF

A ativista política Sara Winter deixará a Penitenciária Feminina do Distrito Federal nesta quarta-feira (24), conforme informou a advogada Renata Cristina Félix Tavares.

Winter foi presa no dia 15 de junho pela Polícia Federal, em Brasília, após o cumprimento de um mandado de prisão autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. A ativista é investigada sobre o financiamento de protestos considerados pelo STF como "antidemocráticos". 

Sara também foi alvo, no fim de maio, de um mandado de busca e apreensão em outro inquérito, que trata da produção de fake news. 

300 do Brasil

A ativista é líder do grupo '300 do Brasil' que esteve acampado na Esplanada dos Ministérios até o dia 13 de junho, quando foi desmantelado por policiais militares do Distrito Federal. O acampamento estava em Brasília desde o fim de abril com o objetivo de manifestar apoio ao presidente Jair Bolsonaro e também para a realização de “treinamento intensivo de técnicas de revolução não-violenta”.

Nenhum comentário