Breaking News

SP tem 22 mortes por coronavírus no estado; são 631 casos confirmados


O estado de São Paulo registrou mais sete mortes pelo novo coronavírus, e agora chega a 22 o número de mortes, segundo o Ministério da Saúde. São 631 casos confirmados.

Todas as mortes aconteceram na cidade de São Paulo. Das sete novas mortes, cinco são homens (76, 81, 82, 82, 83 anos) e duas mulheres (88 e 96 anos), informou a Secretaria de Estado da Saúde.

Entre o total de mortes registradas até o momento, 21 ocorreram em hospitais privados e um em hospital público.

Em todo o país, são 1.546 casos confirmados. Foram relatados 418 casos a mais em relação ao balanço anterior, de sábado, um aumento de 37%.

Quarentena começa terça

O governador João Doria (PSDB) afirmou na tarde deste sábado (21) que irá determinar quarentena, pelo período de 15 dias, a partir da próxima terça-feira (24) até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo.

A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança. Assim, os hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, terão o funcionamento normal.

As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, petshops, bancas de jornais, táxis e aplicativos de transporte continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas.

Os serviços de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, continuam funcionando normalmente. Os bancos e lotéricas também continuam abertos. As indústrias devem continuam operando, já que não têm atendimento ao público em geral.

Poderão continuar funcionando na quarentena:

  • Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas;
  • Transporte público;
  • Transportadoras e armazéns;
  • Empresas de telemarketing;
  • Petshops;
  • Deliverys;
  • Supermercados, mercados e padarias;
  • Limpeza pública;
  • Postos de combustível.

Terão de fechar as portas:
  • Bares;
  • Restaurantes;
  • Cafés;
  • Casas noturnas;
  • Shopping centers e galerias;
  • Academias e centros de ginástica;
  • Espaços para festas, casamentos, shows e eventos;
  • Escolas públicas ou privadas.

*Bares, cafés e restaurantes podem manter o funcionamento em sistema de delivery e/ou drive thru.


Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus — Foto: Arte/G1

G1

Nenhum comentário